terça-feira, 17 de janeiro de 2017

A jovem LAYENE DOS SANTOS ROCHA, do povoado Santa Rosa do Jardim, Tutóia Maranhão, está precisando urgentemente de nossa ajuda.


ATO SOLIDÁRIO: VAMOS AJUDAR A JOVEM LAYENE DOS SANTOS ROCHA


Confira o texto:Carlos Rocha Randoilde


Essa é a Layene dos Santos Rocha, 14 anos. Uma adolescente do interior do Maranhão, de família pobre, com sonhos como todas as outras de sua idade, no entanto recentemente foi diagnosticada com câncer dentro do osso do fêmur. Ela teve que abandonar os estudos e junto com seus pais tiveram que vir a Fortaleza pra iniciar os tratamentos de quimioterapia no Instituto Peter Pan.
No momento não é possível operá-la porque o tumor está muito grande, antes precisa fazer 05 meses de quimioterapia pra que o tumor diminua e tenha a possibilidade de ser retirado, em seguida precisa fazer mais 06 meses de quimioterapia pra que o tumor não volte e venha ficar curada.
Gostaria de pedir ajuda a todos, pois seus pais e ela precisam ficar em Fortaleza pra fazer o tratamento da Layene, mas eles não podem trabalhar porque precisam acompanhá-la sempre... Qualquer ajuda é bem vinda, tanto alimentos quanto dinheiro, já que precisam pagar aluguel e se manter por aqui.

Ajudem por favor como puderem!

Caixa Econômica Federal
AG. 1888
Op. 013
Conta 43111-0
Layene dos Santos Rocha

Informações: (85) 981305800

Via blog do Jorge Santos

domingo, 15 de janeiro de 2017

Escola em Paulino Neves está literalmente soterrada pelas dunas.



Lázaro Xavier, Sec de Educação e Almir Nascimento, Equipe Pedagógica

Imagens de 2017

Em visitas de supervisão e mapeamento da situação em que se encontram os estabelecimentos de ensino e outros que estão sob responsabilidade da pasta da Educação no município de Paulino Neves a equipe pedagógica foi surpreendida com a situação atual que se encontra a escola municipal situada no povoado Alazão. 
Imagem de 2012, Blog do Francis

A escola , conforme dados coletados, estava funcionando para atender apenas 7 alunos quase foi totalmente tomada pelas areais das dunas dos pequenos lençóis maranhenses. A construção é nova, mas tudo indica não houve um estudo prévio sobre a ação dos ventos no local da construção. 
O Secretário de Educação de Paulino Neves, Lázaro Xavier, disse que a prefeitura terá "grande trabalho e que a situação onerará mais ainda as reformas necessárias das escolas da rede", mas que "estamos tomando todas as providências para não deixarmos os professores e alunos sem aulas neste ano letivo de 2017" afirmou.
Imagem de 2017

Nos próximos dias a prefeitura vai enviar uma equipe para avaliar e realizar os trabalhos de remoção da areia, afirmou o Secretário. 


Texto: Elivlado Ramos
Fotos: Leonildo Gomes

sábado, 14 de janeiro de 2017

TEMER NÃO SABIA O QUE CUNHA E GEDDEL FAZIAM?


CUNHA E GEDDEL FAZIAM?


De acordo com o Ministério Público Federal, Geddel Vieira Lima e Eduardo Cunha, dois dos políticos mais próximos a Michel Temer, faziam parte de uma mesma organização criminosa: enquanto um liberava empréstimos da Caixa Econômica Federal, o outro cobrava a propina; o MPF, no entanto, não fez qualquer especulação sobre como Geddel se tornou vice-presidente do banco; amigo de Temer há mais de duas décadas, ele chegou lá em março de 2011 na cota pessoal do então vice-presidente da República e foi demitido pela presidente eleita Dilma Rousseff em dezembro de 2013; diante disso, a questão é: Temer não sabia como Cunha e Geddel operavam na Caixa?

247 – Alvo de uma operação da Polícia Federal nesta sexta-feira 13, o ex-ministro Geddel Vieira Lima foi apontado como integrante de uma integração criminosa, pelo Ministério Público Federal, da qual também faria parte o ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha.
O jogo entre os dois funcionava mais ou menos assim: como vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel liberava empréstimos para grandes empresas e, em seguida, Cunha entrava em cena para cobrar propinas ou doações eleitorais ao PMDB de Michel Temer (leia mais aqui).
Segundo o Ministério Público Federal, Cunha e Geddel faziam parte de uma quadrilha, assim com os demais investigados. "A fundamentação apresentada pela autoridade policial é bastante consistente, sendo os fatos narrados na representação indicativos de que os investigados Geddel Quadro Vieira Lima, Marcos Roberto Vasconcelos, José Henrique Marques da Cruz, e Marcos Antonio Molina dos Santos faziam parte de uma verdadeira organização criminosa", afirma no documento o procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes.
Uma questão, no entanto, não foi colocada: como Geddel, que havia sido derrotado na disputa para o governo da Bahia em 2010, se tornou vice-presidente da Caixa Econômica Federal?
A resposta é simples: Michel Temer. Como vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, foi ele quem exigiu do ex-ministro Antonio Palocci, então chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff, a nomeação – o que se confirmou em março de 2011 (leia mais aqui). Como o PMDB era peça importante da coalizão governista, Dilma se viu forçada a aturá-lo durante pouco mais de dois anos. Acabou demitindo-o em dezembro de 2013, quando já eram fortes os rumores do seu modus operandi (leia mais aqui).
Temer e Geddel atuam juntos há quase três décadas e consta que Temer chorou quando teve que demiti-lo após o caso Marcelo Calero – o ex-ministro da Cultura que revelou como o político baiano usava o cargo em busca de benefícios pessoais, no caso da torre La Vue.
Se foi Temer quem exigiu de Palocci a vice-presidência corporativa da Caixa Econômica Federal, a grande questão é: ele nem desconfiava de como seu pupilo atuava?
Num vídeo viral na internet, Temer diz que entregava missões impossíveis a Eduardo Cunha. Geddel, ao que tudo indica, era também uma peça importante dessa engrenagem.
Fonte: BRASIL 247: O SEU JORNAL DIGITAL 24 HORAS POR DIA, 7 DIAS POR SEMANA.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Professores tem reajuste de 7,64% e piso salarial vai para R$ 2.298



O piso salarial dos professores terá aumento de 7,64% em 2017. Assim, o salário-base do magistério passa a ser de R$ 2.298,80. O valor foi anunciado pelo Ministério da Educação nesta quinta-feira, 12.

O índice representa incremento de 1,35% acima da inflação acumulada de 2016, que foi de 6,29%, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA), divulgado na quarta-feira, 10, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O ministro da Educação, Mendonça Filho, anunciou também a nova composição do fórum permanente para acompanhamento da atualização progressiva do valor do piso salarial nacional para os profissionais do magistério público da educação básica. A Portaria nº 1/2017, da Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino (Sase) do MEC, com a nova composição do fórum, foi publicada também nesta quinta-feira.

De acordo com o ministro, o reajuste anunciado segue os termos do art. 5º da Lei nº 11.738, de 16 de julho de 2008, que estabelece a atualização anual do piso nacional do magistério, sempre a partir de janeiro, disse Mendonça Filho. “O professor que tem carga horária mínima de 40 horas semanais e formação em nível médio (modalidade curso normal) não pode receber menos do que esse valor.”

O critério adotado para o reajuste, desde 2009, tem como referência o índice de crescimento do valor mínimo por aluno ao ano do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), que toma como base o último valor mínimo nacional por aluno (vigente no exercício que finda), em relação ao penúltimo exercício. No caso do reajuste deste ano, é considerado o crescimento do valor mínimo do Fundeb de 2016 em relação a 2015. 

Os estados e municípios que, por dificuldades financeiras, não possam arcar com o piso, devem contar com a complementação orçamentária da União, como determina a Lei 11.738/2008, no art. 4º. (O POVO online)

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Prefeito de Paulino Neves foi recebido hoje pelo senador Roberto Rocha em São Luis


A imagem pode conter: 6 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e área interna

O senador Roberto Rocha recebeu hoje em seu gabinete em São Luis o prefeito de Paulino Neves, Roberto Maués e equipe de governo. Onde conversaram sobre a Rota das Emoções da BR-402, do cais na área urbana da cidade e de um balneário.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Governador interino do Estado do Maranhão, Carlos Brandão (PSDB), cumpri agenda em Paulino Neves


Na manhã de sexta-feira (06) de 2017, o Governador interino do Estado do Maranhão, Carlos Brandão (PSDB), veio vistoriar a ponte de concreto que está sendo construída em Paulino Neves. O Governador foi recepcionado pelo atual prefeito de Paulino Neves (Roberto Maués), pela primeira dama (Denise Christina), seus assessores e secretários.

A nova ponte sobre o Rio Novo terá 140 metros de extensão e 12 metros de largura, possibilitando a passagem de vários veículos por vez. Serão duas pistas, ciclovia e área protegida para pedestres. A construção faz parte das ações integradas que visam facilitar o acesso à Rota das Emoções, um dos roteiros turísticos mais desejados do país.

A Rota das Emoções envolve 14 municípios, sendo o Maranhão com o maior número de cidades participantes – Araioses, Barreirinhas, Paulino Neves, Santo Amaro, Tutóia, e, neste novo ciclo, a inclusão do município de Água Doce do Maranhão.

Além de fazer a vistoria das obras da ponte, o governador informou que o município de Paulino Neves terá o mais rápido possível, a conclusão do novo prédio da Escola Estadual “Alfredo Dualibe”  de Paulino Neves. O município Também será contemplado com uma ambulância.


Ao termino da vistoria, o Governador se despediu do prefeito, da primeira dama, assessores e secretários. E em seguida, seguiu para o munícipio de Tutóia, onde também tinha agenda a cumprir.

Governado Carlos Brandão, primeira Dama Denise Cristina e o Prefeito Roberto Maués



Secretário de saúde Amadeuzinho, Governador Carlos Brandão, Prefeito Roberto Maués e Dr. Washington Ramos (advogado)